Your body is telling you something. Listen to it carefully. Connect to yourself.

 

 

We’ve forgotten our nature, who we are.

It’s difficult to live a balanced life being so detached from our source.
Being constantly bombarded with so many things we do not need.

 

We all know about the five senses that connect us to the external world. There are however many other inner senses that allow us to feel our internal domain.
A feeling of discomfort that does not come from a touch or any external interaction can be even more powerful and disruptive than a thunderous noise or an unpleasant smell.

 

Our bodies might be telling us that something is not quite right. We are somehow upsetting our system; it can be something someone said that did not feel good or in agreement with our truth. This sensation will cause a raw emotion. Depending on how these emotions affect us, we might experience a physical reaction. A stomachache, nausea or even vomiting can be a result of these sorts of situations. The first thing we do is think of what we ate, and blame it on the food. Granted we could have eaten something that was not the healthiest or was even not as fresh. Sometimes we ask a person who ate the same food and, to our surprise, nothing happened.
 

Now, what happens when this same situation repeats, again and again, for an extended period? It might cause a more significant problem. The body starts to react negatively toward food, or the person can start reacting and develop allergies to many antigens. The stomach might begin producing too much acid or even too little, or the stomach just stops accepting this food altogether.

What probably happened is we started entering an unbalanced state.So if we cannot affirm that only food started our problem, we should dig deeper and understand what is causing our conflicts. In my opinion, every time we go against our true nature we are entering this same cycle. We are living constant aggression and pollution of our Self daily. Many things out there seem to make us feel distant from ourselves, from our Higher Self, and make us more and more lost and sick, disconnected from our source. It is essential to understand that it is not one single factor that causes imbalance, there are many reasons for us not to be aligned. Some of these aspects are very hidden in our unconscious mind, things we just cannot see and therefore manifest somehow for us to take care of in a physical and more evident shape. Other times we neglect ourselves, the food we eat and the care we devote to mind, body, and spirit.

 

In ancient medicines like Ayurveda, TCM (Traditional Chinese Medicine), Greek Medicine and others, consider that all diseases start with an imbalance, this can be anything that is not in harmony, in rhythm, in Nature, and in our nature.  So the more we know ourselves and what is important to us the healthier we can live.

 There are many ways to get to connect with ourselves and allow us to understand the real needs of our bodies. What is it required for me to be at ease? Where is the lack, and where the excess? What is this imbalance or disease suggesting that we change? The more connected we are with our own essential needs, the less we need to have ailments, unpleasant issues or discomfort to show there is something wrong deep inside.

 

A compelling way of attaining this intimacy is practicing meditation, or just being in nature. Walking barefoot on the ground, eating healthily, and also finding what it is, that makes us genuinely shine inside in Peace, in Us. Listening to the music we sincerely enjoy, that moves our hearts, even if it is not the coolest one. Breaking through the slavery of fashion and finding our garments, those clothes that externally represent who we are within.  Feeling which food is good for us disregarding the trends or even scientific studies.  Looking inside and finding who we indeed are, in essence. Living according to our heart and souls and being always in our source, being in touch with our temple: our own body.

In other words, find your ways to feel you arrived Home.

 

 

 

Seu corpo está te dizendo algo, ouça com atenção, conecte-se consigo mesmo.

 

 

 Esquecemos nossa natureza, esquecemos quem somos.

 

  É difícil viver uma vida equilibrada, estando tão distante da nossa fonte. Sendo constantemente bombardeados com tantas distrações desnecessárias. 

 

Todos nós conhecemos os cinco sentidos que nos conectam ao mundo externo. No entanto, existem muitos outros sentidos internos que nos permitem sentir nosso mundo interior. Uma sensação de desconforto que não provém de um toque ou de qualquer interação externa pode ser ainda mais poderosa e inconfortável do que um ruído muito alto ou um cheiro desagradável. Nossos corpos podem estar nos dizendo que algo não está certo. Estamos de alguma forma perturbando o nosso sistema, pode ser algo que alguém disse que não nos caiu bem ou não estava de acordo com a nossa verdade. Essa sensação causará uma emoção crua, dependendo de como essa emoção nos afeta, podemos experimentar uma reação física. Uma dor de estômago,  náusea ou até mesmo  vômito podem ser resultado desse tipo de situação. A primeira coisa que fazemos é pensar no que comemos e culpar a comida, claro,  podemos ter comido algo que não era o mais saudável ou nem tão fresco. Às vezes perguntamos a uma pessoa que comeu exatamente a mesma comida e, para nossa surpresa, nada aconteceu.

Agora, o que acontece quando essa mesma situação se repete, o tempo todo, por um longos períodos. Provavelmente causará um problema mais significativo, mais profundo. O corpo começa a reagir de forma negativa em relação à comida, ou a pessoa pode começar a ficar muito reativa e desenvolver alergias a alguns antígenos. O estômago pode começar a produzir muito ácido ou mesmo muito pouco ou o estômago simplesmente deixa de aceitar esse alimento. O que provavelmente aconteceu é que começamos a entrar em um estado de desequilibro. Portanto, se não podemos afirmar que apenas a comida começou nosso problema, devemos nos aprofundar e entender o que está causando nossos conflitos.

 

 

Na minha opinião, toda vez que nos opomos à nossa verdadeira natureza, estamos entrando nesse mesmo ciclo. Vivemos constantemente a agressão e a poluição de nosso próprio Ser, diariamente, nas menores coisas das nossas vidas. Muito parece nos fazer sentir distantes de nós mesmos, de nosso Eu Superior e nos tornar mais e mais perdidos e doentes, desconectados de nossa fonte. É importante entender que não é um fator único que causa desequilíbrio, há muitas razões para não estarmos alinhados. Alguns desses aspectos estão muito escondidos em nossa mente inconsciente, coisas que simplesmente não podemos ver e, portanto, manifestamos de alguma forma para que possamos cuidar fisicamente, que é mais evidente e concreto. Outras vezes nós negligenciamos a maneira que nos alimentamos e os cuidados que dedicamos à mente, corpo e espírito.

 

Nas medicinas milenares antigos, como Ayurveda, MTC (Medicina Tradicional Chinesa), Medicina Grega e outros, todas as doenças começam com um desequilíbrio. Isso pode ser qualquer coisa que não esteja em harmonia no ritmo, na natureza ou em nossa própria natureza. Isso pode significar que quanto mais nos conhecermos e mais sabemos sobre o que é importante para nós, mais saudável podemos viver.   Há muitas maneiras de nos conectarmos com nós mesmos e nos permitir entender as reais necessidades de nosso próprio corpo. O que é necessário para eu estar em paz? Onde está faltando ou,  onde está o excesso? O que é que este desequilíbrio ou doença sugerindo que mudemos?

Quanto mais conectados estivermos com nossas próprias necessidades essenciais, menos precisaremos ter problemas desagradáveis ​​ou desconfortos para mostrar que há algo de errado lá no fundo.

 

Algumas formas muito poderosas de alcançar essa intimidade com nós mesmos são: a meditação, ou simplesmente o estar na natureza, andar descalço na terra, comer saudavelmente, descobrir o que é o que nos faz realmente brilhar dentro em Paz e alegria, ou simplesmente estarmos em Nós mesmos. Ouvir a música que amamos verdadeiramente, que move nossos corações, mesmo que não seja a mais legal. Rompendo com a escravidão da moda e vestindo as nossas próprias roupas, aquelas  que representam externamente quem somos no nosso interior. Sentindo qual alimento é bom para nós, desconsiderando as tendências ou mesmo os estudos científicos. Olhando para dentro e descobrindo quem realmente somos em essência. Vivamos de acordo com nosso coração e a nossa alma, estando sempre em nossa fonte. Mantendo a cada instante o contato com nosso templo: nosso corpo.

Em outras palavras achando a nossa própria forma de sentir que chegamos à nossa Casa.

 

Share on Facebook
Please reload

Recent Posts

May 11, 2019

Please reload

Archive
Please reload

  • White Facebook Icon
  • White YouTube Icon
  • White Instagram Icon

©2017 by Carina Eden, Inc